logo-header-7

Conheça a ABFRN e como a associação ajuda os fotógrafos newborn

Os pilares da Fotografia Newborn deram origem a ABFRN que hoje é referência tanto para os profissionais quanto para o mercado da fotografia em geral

Oi! Hoje vou compartilhar um pouco sobre a trajetória da Associação Brasileira de Fotógrafos de Recém-Nascidos, ABFRN.

Hoje sou Presidente desta associação, junto com minha amiga Carla Durante como Vice-Presidente, e agora já estamos na segunda gestão atuando voluntariamente.

É importante conhecer a ABFRN, mas primeiramente precisamos falar sobre a Fotografia Newborn em si. Este é o segmento de fotógrafos que se destinam a fotografar recém-nascidos, de uma forma especializada. 

Essa especialização vem acompanhada de uma série de itens que não devem ser esquecidos jamais pelos profissionais da fotografia newborn (nem pelos pais): segurança, higiene, manuseio do bebê, conforto…

O início da Fotografia Newborn no Brasil

Eu comecei em 2011, quando a fotografia newborn praticamente não existia. Haviam poucas pessoas também começando no ramo… Na Feira Fotografar de 2012, eu conheci algumas pessoas incríveis, entre elas, as co-fundadoras da Associação Brasileira de Fotógrafos Recém-Nascidos. 

Nós nos juntamos pela causa porque já víamos, naquela época, que muita gente se interessava em começar uma carreira na fotografia newborn. 

Eu e as outras fotógrafas já tínhamos estudado fora do Brasil (até porque não tinha nenhuma formação aqui ainda). Nós queríamos trazer as referências de fora, unir com a criatividade brasileira, mas nosso receio maior era de ajudar o mercado a crescer de uma forma saudável.

Pensávamos que poderia ser um boom aqui no Brasil assim como foi nos EUA, na Austrália, onde o segmento cresceu muito rapidamente.

Mas nossa preocupação era com os bebês e com o respeito que esse tipo de fotografia exige do profissional. Afinal, a fotografia newborn não pode ser feita em qualquer lugar, de qualquer jeito.

Pensando na segurança dos bebês…

Nós sempre batemos muito na tecla da segurança! Nossa proposta era que as pessoas aprendessem as técnicas de posicionamento, de manuseio do bebê, sempre tratando os bebês com muito respeito. 

Aliás, uma coisa que já venho falando há muito tempo é que “o conforto e a segurança do bebê vem sempre acima de qualquer foto“. 

Isso nos guia e foi o que nos levou a tomar a decisão de fundar a associação para que pais e fotógrafos se conectassem.

Assim, os pais podem ter uma fonte de indicação, de referência de profissionais especializados e de confiança. Por outro lado, os fotógrafos podem ser encontrados pelos pais já com essa noção e esse selo de associados.

Os pilares da Associação e da Fotografia Newborn

Sempre acreditei que, muito mais do que dar benefícios, ao participar da ABFRN o profissional vai acessar um grupo que permite a união de fotógrafos que buscam a excelência no seu trabalho. 

Com essa visão hoje temos dois pilares principais na ABFRN. Primeiro é de sempre priorizar a segurança e o conforto do bebê. Posso dizer que hoje, depois de 7 anos da fundação da associação, já existe essa consciência e cada vez mais famílias e fotógrafos se unem a esse pensamento.

A gente vê cada vez mais fotógrafos se especializando nisso e buscando o conhecimento correto, quando querem realmente se aprofundar no mercado newborn. 

Outro ponto é que a associação acabou sendo uma referência até pra outros segmentos de fotografia, por exemplo, o de formatura. Agora esse segmento está se organizando e montando uma associação baseada totalmente na ABFRN.

Para nós isso é motivo de orgulho, já que uma nova associação está se baseando em nossos princípios e códigos de conduta. 

A busca de conhecimento: benefícios, cursos, experiências, trocas…

Num cenário geral, crescemos como uma categoria profissional que não se vê como concorrente, mas sim como colegas de profissão. Isso é incrível! É um espaço onde um ajuda o outro, há muita troca de experiências, de informações e de conhecimento. 

A gente acredita que o fotógrafo newborn e de família precisa sempre estar em busca de conhecimento. Por isso fazemos também uma série de parcerias com congressos, cursos e tudo que seja relacionado à educação. 

Um caso típico de porquê essa área da fotografia precisa de tanto conhecimento é aquela foto clássica do bebê “segurando” o queixo (está nas imagens desse post).

Quando os profissionais já sabem bem como agir, manuseiam o bebê com extremo cuidado. E eles também devem SEMPRE trabalhar com ajuda de uma assistente ou caso não tenham deixar a mamãe ou papai de “segurança”ao se afastar do bebê ou de fazer poses como esta da foto. 

Algumas poses não podem ser feitas de jeito nenhum sem ajuda, já que o bebê não tem ainda sustentação suficiente. Eles precisam que os deixemos em posições confortáveis e que não comprometam sua saúde e segurança. 

Você vai ver uma pequena sequência de imagens abaixo sobre essa imagem que citei, a fusão das imagens que faço com ajuda da minha assistente e o resultado final. 

Como, desde o início da minha carreira, sempre tive a cabeça orientada para a questão da segurança dos bebês me especializei ainda mais nisso. Dei vários cursos pelo Brasil e nos maiores palcos do segmento e tenho um curso online que você pode ver aqui

Se quiser, pode ainda me encontrar pessoalmente no estúdio, agendando uma visita, ou em  meus workshops e cursos  voltados para fotógrafos que dou aqui no meu estúdio, em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo.

Vai ser um prazer recebê-los aqui! Um super beijo!!

Laura Alzueta
atendimento@lauraalzueta.com
Fotografia de bebês, família e gestantes
São Paulo – SP

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS:

Logo SEOX - Sites para Fotógrafos